4 de ago de 2008

A FIGUEIRA E A INVASÃO FRANCEZA



Republicação da obra, editada em 1910, da autoria de Pedro Fernandes Thomás. Constitui um relato interessante do que se passou na Figueira da Foz aquando da invasão francesa (as três), abordando as tomadas de posição dos poderes públicos, a retoma do forte por Zagalo, os desembarques das tropas, os medos e receios das populações, os ataques de que foram vítimas. OS documentos que acompanham são, também, de muito interesse.
Referência ainda, na obra, ao pároco Pister e Andrade (co-adjutor do Pároco de Lavos que recolheu Wellesley em sua casa) e ao seu poema "Wellingtaida", bem como às comemorações do primeiro centenário da invasão e ao poema "A Paz de Lysia" de José Figueiredo.
Uma (re)edição do livreiro Miguel Carvalho, apaixonado da história da Figueira e fiel depositário de muitas e boas obras sobre esta terra. Pelo que nos diz, depois deste e do "Folclore Pornográfico" editado no ano passado, as reedições vão continuar.